Notícias

Justiça determina suspensão de panfletos contra Marília Arraes por chapa de João Campos


 A Justiça determinou que a chapa liderada pelo deputado federal João Campos (PSB) suspenda a distribuição de panfletos contra a adversária na disputa pela prefeitura de Recife, Marília Arraes (PT). As informações são da coluna de Guilherme Amado, na revista Época.

De acordo com a publicação, os panfletos foram distribuídos perto de templos religiosos e traziam a foto de Marília com os dizeres: "Cristão de verdade não vota em Marília Arraes. Veja tudo que Marília defende: legalização das drogas, aborto, ideologia de gênero, tirou a Bíblia da Câmara do Recife, pertence ao PT que persegue os cristãos em todo o Brasil, votou contra o perdão das igrejas".

O material era acompanhado de um panfleto com a imagem de João Campos e o slogan "A esperança que acolhe e transforma".

Na decisão, a juíza Virgínia Gondim Dantas, da sétima Zona Eleitoral, afirma que os panfletos tentam "criar nos eleitores estados mentais e emocionais, deixando de divulgar a integralidade da fala da candidata Marília Arraes".

A juíza também ressalta que não há como provar que João Campos tenha produzido o material, mas o candidato foi o beneficiário da distribuição, que teve ciência do material e, por isso, caberia a ele interromper a divulgação.

A ação foi apresentada pela campanha de Marília, que disse que Campos foi o responsável por confeccionar e patrocinar a entrega do material, porque o carro usado para distribuição apresentava design típico de sua campanha.  /Por: Reprodução/Twitter 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();