Notícias

Flávio Bolsonaro e a esposa receberam R$ 295,5 mil em dinheiro vivo de origem desconhecida


 Entre 2014 e 2018, as contas do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e da sua esposa, a dentista Fernanda Bolsonaro, receberam R$ 295,5 mil em depósitos feitos em espécie. O valor "sem origem conhecida" foi utilizado para pagar as parcelas de um apartamento na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, de acordo com denúncia do Ministério Público.

A informação consta no mesmo documento da investigação do esquema de "rachadinhas" no gabinete do filho do presidente na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), à época em que era vereador, que foi apresentado ao Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio. No relatório, o senador é apontado como líder de uma "organização criminosa".

O seu ex-assessor Fabrício Queiroz, acusado de operear o esquema, e outras 16 pessoas também são alvo da denúncia do MP.

De acordo com informações do O Globo, a defesa de Flávio Bolsonaro não quis comentar os detalhes do caso e se limitou a dizer que a denúncia é "insustentável".

O imóvel na Barra da Tijuca foi adquirido por Flávio e pela esposa em 2014. O casal chegou a morar no apartamento, antes do filho de Jair Bolsonaro ser eleito senador e se mudarem para Brasília, em 2018.

Segundo a denúncia, os valores depositados não tem origem definida e, portanto, não são frutos de "suas fontes lícitas de renda", mas sim dos valores desviados da Alerj por meio dos operadores do esquema de "rachadinha".

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();