Notícias

Titular da Codesal faz balanço da gestão de Neto e ressalta importância do trabalho preventivo nas encostas


 Na semana nacional de Redução de Desastres, o titular da Defesa Civil de Salvador, Sosthenes Macêdo fez um balanço dos últimos anos da gestão do prefeito ACM Neto, no período em que esteve à frente da pasta.

Durante a entrega da nova geomanta na Fazenda Grande do Retiro, nesta quinta-feira (1°), ele destacou os investimentos feitos na área de prevenção, que, segundo ele, foram fundamentais para a preservação de vidas na capital baiana.

São 52 pluviômetros espalhados pela cidade, que medem a intensidade e volume de chuvas, além das sirenes de alerta que são acionadas quando há risco de desabamento. Sósthenes cita o caso de uma moradora de Castelo Branco, que deixou a sua casa e foi abrigada em uma escola municipal. Dias depois, o imóvel desabou.

"Esse ano acionamos 10 vezes as sirenes para que as pessoas saíssem de suas casas. Uma delas, em Castelo Branco, uma moradora que foi abrigada na escola municipal, veio a desabar. Então, faz valer todo o trabalho que a Codesel faz ao longo do ano", diz o titular da pasta, que reforça a importância da atuação em conjunto com a população não somente em tempos de "crise", mas durante todo o ano.

Desde 2016, foram planejadas as entregas de 195 geomantas - 37 delas já estão em curso mas ainda faltam ser colocadas. O secretário explica que, em 2004, um levantamento do Plano Diretor de Encostas apontava a existência de 342 áreas de risco em Salvador. Em 2018, o IBGE registrou mais de 1 mil "pontos de risco".

"Em apenas 7,8 anos de gestão de ACM Neto, apenas em seu mandato, fez a entrega de 300 equipamentos, 100 contenções de encostas realizadas e executadas pela Seinfra, através da Secop [...] mostra o esforço da Prefeitura de Salvador, da nossa valorosa equipe de homens e mulheres", afirmou Sosthenes em contato com o BNews, ressaltando a pluralidade de profissionais na pasta.

Com a parceria com instituições de ensino superior, como a Universidade Federal da Bahia (Ufba), Unifacs e Área 1, a Codesal conta ainda com duas estações hidrológicas, estações metereológicas que fazem a medição da temperatura e velocidade dos ventos, que de acordo com o secretário são cruciais para as definir as diretrizes a serem seguidas.  / Por: Dinaldo Silva/BNews 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();