Notícias

Pai que desviou doações de filho com doença rara é transferido para prisão domiciliar


 Matheus Henrique Leroy Alves, que foi condenado por desviar R$ 600 mil de uma campanha que arrecadava fundos para o tratamento do próprio filho, morto em 2019, teve a prisão domiciliar concedida pela Justiça. De acordo com o portal R7, à progressão estava prevista para ocorrer apenas em agosto de 2021.

Alves foi preso em 22 de julho de 2019, em Salvador, e condenado com uma pena de sete anos por apropriação e desvio de valores de pessoa portadora de deficiência, estelionato, abandono material e falsa comunicação de crime na Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC) de Conselheiro Lafaiete, a 96 km de Belo Horizonte.

Relembre:

A criança de um ano e dez meses lutava contra a amiotrofia muscular espinhal. A família iniciou uma vaquinha pois as seis doses do remédio para o tratamento custavam aproximadamente R$ 2 milhões.

Alves fugiu para Bahia com mais da metade do valor arrecadado para o tratamento do filho e ostentava uma vida de luxo nas redes sociais até ser detido.  

Em outubro de 2019, a criança morreu por conta da amiotrofia muscular espinhal./Por: Reprodução/Portal R7  

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();