Notícias

Flordelis não aparece na Câmara e corregedor vai ao apartamento funcional


A deputada federal e pastora Flordelis (PSD-RJ) não se apresentou na Câmara dos Deputados para assinar a notificação quanto a representação de que é alvo na Casa e, por causa disso, o deputado Paulo Bengtson (PTB-BA), corregedor do caso, foi ao apartamento funcional da parlamentar nesta quarta-feira (9). De acordo com o jornal O Globo, quando a deputada assinar o documento, o prazo de defesa de cinco dias úteis começa a contar.
Bengtson sinalizou que caso a parlamentar não assine, ele irá pedir que o aviso sobre o processo seja divulgado pelo Diário Oficial da União (DOU), o que possibilitaria que o prazo para apresentação da defesa começasse a contar. 
O Conselho de Ética da Câmara é responsável pela análise do caso da deputada e por indicar a Mesa Diretora qual a punição a ser adotada. Caso optem pela perda do mandato, é necessário que o plenário da Casa referende a decisão.
Flordelis foi denunciada como mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo. Ela é investigada pela Polícia Civil e pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, que apontam que ela ainda teria convencido os filhos a participarem do crime.  / Por: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();