Notícias

Filhos e mulher de membros do judiciário estão entre investigados de nova fase da Lava Jato; veja detalhes da denúncia



A nova fase da Operação Lava Jato, que apura a participação de escritórios de advogacia para desviar ao menos R$ 151 milhões do Sistema S do Rio de Janeiro, movimentou o judiciário, nesta quarta-feira (9).
Isso porque, entre os investigados estão, além de Tiago Cedraz, baiano e filho do ex-presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Aroldo Cedraz, o advogado Eduardo Martins, filho do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins.
De acordo com a denúncia, ele teria sido foi contratado pela suposta organização criminosa instalada na Fecomércio do Rio para “influir em atos praticados por ministros do Superior Tribunal de Justiça”.
“Entre fevereiro e maio de 2014, de forma livre e de forma livre e consciente, Cristiano Zanin, com a ajuda também livre e consciente de Fernando hargreaves e aquiescência de Eduardo Martins, solicitou e obteve de Orlando Diniz a contratação de Eduardo Martins, pela quantia de R$ 5.500.000,00, a pretexto de influir em atos praticados por ministros do Superior Tribunal de Justiça", diz trecho da denúncia.
Segundo a Lava-Jato, Eduardo Martins ocultou e dissimulou a “natureza e origem ilícita” do pagamento de 5,5 milhões de reais, obtidos a partir de “exploração de prestígio”. Ele também é citado em uma série de contratos com valores ainda maiores e que teriam sido distribuídos de forma ilícita para atender a interesses de Diniz na Fecomércio. 
Também foram denunciados Flávio Zveiter, filho do ex-presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janero (TJ-RJ) Luiz Zveiter; Ana Tereza Basilio, mulher do desembargador André Fontes, ex-presidente do TRF-2, além do também o ex-presidente do STJ César Asfor Rocha e o filho Caio.
Confira a lista completa de denunciados: Orlando Diniz, Roberto Teixeira, Cristiano Zanin, Fernando Hargreaves, Marcelo Salles, Vladimir Spíndola, Edgar Leite, Marcelo Henrique de Oliveira, Leonardo Henrique Oliveira, Cristiano Rondon, Ana Tereza Basilio, José Roberto Sampaio, Eurico Teles, Flavio Zveiter, Eduardo Martins, Daniel Rossiter, Hermann de Almeida, Jamilson de Farias, Antonio Coelho, Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo, Tiago Cedraz, João Cândido Ferreira Leão, Cesar Asfor Rocha, Caio Rocha e Marcelo Nobre.
Clique aqui e leia na íntegra a decisão do juiz Marcelo Bretas.   / Por: Divulgação  Por: Yasmin Garrido
Veja como funcionava o suposto esquema criminoso:

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();