Notícias

Novo ministro da Educação demite assessores da ala ideológica mais radical, próximos de Weintraub


Recém-empossado, o novo ministro da Educação, o pastor Milton Ribeiro, demitiu assessores da pasta que eram considerados da ala mais radical do governo Bolsonaro, próximos de Abraham Weintraub.
Milton Ribeiro deve nomear pessoas da sua confiança para substituí-los, de acordo com informações da CNN. O ministro, contudo, segue afastado das atividades devido ao novo coronavírus.
Desde o primerio dia, o pastor afirmou que faria mudanças, mas evitou comprar brigas no seu discurso de posse.
Ele foi a terceira opção do governo, que nomeou incialmente Carlos Decotelli, que foi flagrado com informações falsas no currículo. Em seguida, Ricardo Feder ficou próximo de aceitar o convite, mas enfrentou resistência de militares e evangélicos.
Sérgio Sant'anna, que chegou a ser cotado para assumir a pasta após a saída de Weintraub, foi exonerado, assim como Auro Hadano, Victor Metta e Eduardo Celino. As saídas foram publicadas no Diário Oficial da União e assinadas pelo número 2 do ministério, Victor Godoy Vega. 

 Por: Isac Nóbrega/PR  Por: Redação BNews

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();