Notícias

Moro diz que governo Bolsonaro o usou como 'desculpa' para discurso anticorrupção


O ex-ministro da Justiça Sergio Moro disse em entrevista ao jornal britânico Financial Times que o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) usou o seu nome, atribuído a agenda anticorrupção, como uma desculpa de que a gestão estaria empenhada em combater desvios e falhas cometidos por governos anteriores.
Moro disse ainda que a equipe de Bolsonaro não tem se empenhado na pauta contra a corrupção e que a agenda tem sofrido mudanças desde 2018, ano em que o atual presidente foi eleito para a presidência da República.
"Uma das razões para eu sair do governo foi que não estava se fazendo muito [pela agenda anticorrupção] (...) Eles estavam usando minha presença como uma desculpa, então eu saí. A agenda anticorrupção tem sofrido reveses desde 2018", disse o ex-ministro.
Ele lembrou à reportagem sobre o episódio que cuminou na sua saída da pasta, quando, segundo o ex-juiz, Bolsonaro quis interferir no comando da Polícia Federal no Rio de Janeiro para beneficiar pessoas próximas. 
"Ele mudou o diretor da Polícia Federal sem pedir minha opinião e sem uma boa causa. Não acho que dá para combater corrupção sem respeitar a lei e a autonomia das instituições que investigam e denunciam crimes", completou.   / Por: Roberto Jayme/Ascom/TSE 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();