Notícias

Campanha para ajudar baiana a estudar fora do país chega na reta final; saiba como ajudar



A estudante Ana Carla Carlos, que cresceu em Cajazeiras, bairro popular de Salvador, e foi aprovada em mestrados nas áreas de Estudos do Desenvolvimento e Políticas Públicas de seis universidades estrangeiras que estão entre as melhores do mundo, incluindo a Universidade de Chicago, busca ajuda financeira para poder realizar seu sonho. Seu objetivo é reduzir desigualdades em todos os sentidos e garantir que as pessoas tenham as mesmas oportunidades independentemente do seu local de moradia. 
Para ajudar com que ela represente a Bahia no mundo e estude na sua primeira opção, o Instituto Universitário de Altos Estudos Internacionais e Desenvolvimento (IHEID), na Suíça, foi lançada a campanha Ajude Ana a Estudar, que finaliza hoje e tem objetivo de arrecadar os 13% restantes do montante que Ana precisa.
“Falta muito pouco para eu conseguir realizar o meu grande sonho de ser um vetor de transformação para a Bahia, trazendo para cá novas tecnologias e experiências de sucesso para melhorar a vida das pessoas que mais precisam. Todas as contribuições serão essenciais para pagar os altos custos com moradia, alimentação, saúde e transporte durante todo o período em que eu estiver estudando fora do país. Após muito tempo juntando e com muito esforço e renúncias, consegui junto com a minha família arrecadar cerca de 47% do total. Como a falta de recursos financeiros nunca foi um fator que me fizesse desistir dos meus sonhos, decidi criar a campanha e recebi muito apoio e carinho de amigos, conhecidos e desconhecidos, do Brasil inteiro e inclusive de outros países”, conta Ana Carla Carlos.
Como ajudar
Há várias formas de ajudar Ana a alcançar a meta. Uma delas é uma vaquinha virtual, cujas doações podem ser feitas através deste link ou via transferência bancária (que diferentemente do site do Catarse não incide taxa). Será aceito qualquer valor, e os doadores receberão recompensas, que dependem da quantia doada. Dados bancários e informações sobre as formas alternativas para doação podem ser conferidas também no perfil do Instagram @ajudeanaaestudar.
Ana também lançou o bazar solidário com roupas, acessórios e livros semi-novos e usados no perfil do Instagram @ajudeanaaestudar, com produtos que custam entre R$ 5 e R$ 40 reais. São títulos de literatura brasileira e estrangeira, auto ajuda, finanças e romances. Já as roupas são femininas e em excelente estado de conservação. No perfil do Instagram também é possível participar de rifas, e uma delas inclui o sorteio de um Notebook novo por apenas R$ 20.
A baiana explica que, com a renda da família e dando aulas extras de inglês, não conseguiria, no tempo necessário, o dinheiro para cursar o mestrado. "O franco suíço subiu muito. Infelizmente, apesar de ter me dedicado e juntado dinheiro por muito tempo, não tenho condições de financiar integralmente o meu sonho. Por isso, peço o seu apoio para juntos fazermos com que esse projeto se transforme realidade”, relata.
Quem optar doar pelo Catarse, há recompensas para aqueles que a ajudarem, como mentoria para estudar no exterior e videoaulas de inglês. Quem quiser doar valores abaixo de R$ 20 tem a opção de doar diretamente em conta bancária. Dados bancários e informações sobre as formas alternativas para doação podem ser conferidas também no perfil do Instagram @ajudeanaaestudar.
Mesmo tendo uma infância simples morando no bairro de Cajazeiras, ela conseguiu estudar em colégios tradicionais da capital baiana por muito esforço da mãe, que completou o ensino médio apenas aos 32 anos. Assim, ela vivia entre dois mundos completamente diferentes: de um lado, uma realidade em que faltavam muitos serviços básicos e os seus vizinhos estudavam na escola pública, e do outro, um contexto de educação de alta qualidade. Essa desigualdade a fez perceber que, quando se tornasse adulta, atuaria como agente de mudança na sua comunidade.  Agora, aos 30 anos, ela cumpre a sua missão e assume o compromisso de retribuir, após a conclusão do seu mestrado, todo o valor recebido em doações para outros estudantes com trajetória de excelência, para que tenham também a oportunidade de estudar em universidades de ponta e ter a vida transformada pela educação, como foi a dela. “Eu acredito muito no poder da corrente do bem e acredito que é minha responsabilidade retransmitir esse apoio a outras pessoas, multiplicando ações positivas na sociedade”, destaca. /Por: Divulgação 


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();