Notícias

Dengue pode evoluir para sinais de alarme; saiba reconhecer sintomas que indicam gravidade

Oferecimento
Na Bahia, de 29 de dezembro de 2019 até o dia 23 de maio deste ano, de acordo com boletim da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), foram notificados 49.863 casos suspeitos de dengue. A doença, transmitida pelo mosquito aedes aegytpi, assim como a Chikungunya e a zika, precisa de atenção e cuidado. 
Por conta do isolamento social necessário para o combate à pandemia do novo coronavírus, a preocupação da população com a dengue pode acabar ficando em secundário, mas é a doença segue existindo e pode gerar complicações. 
Por isso, é importante que a população esteja atenta ao reconhecimento dos sinais e sintomas sugestivos para esses agravos, tais quais: febre alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dores no corpo, nas articulações e manchas vermelhas pelo corpo. Dessa forma, a adoção de condutas adequadas quanto ao cuidado é imprescindível para evitar o agravamento dos casos. Entre esses cuidados, a hidratação é necessária e altamente recomendada pelos especialistas. A ingestão de líquidos como água ou sucos é essencial para o não agravamento dos casos.
Mas quando saber que a dengue está evoluindo para uma dengue com sinais de alarme? De acordo com a Diretoria de Vigilância Sanitária Epidemiológica, da Sesab, a identificação dos sinais de alarme, que podem indicar gravidade nos casos são: vômitos intensos, forte dor abdominal, sangramento de mucosas (nariz, gengiva, vagina), prostração e irritabilidade. 
Com o aparecimento desses sintomas, a orientação é procurar a unidade de saúde mais próxima, respeitando as medidas de prevenção à COVID-19, como o uso de máscara facial, manter o distanciamento recomendado e higienização das mãos.(Especial de Conteúdo)

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();