Notícias

Brasil é destaque na imprensa internacional por esconder dados da Covid-19


A decisão tomada pelo Ministério da Saúde do Brasil, de mudar a forma de divulgar dados sobre a Covid-19 foi destacada de forma negativa nos principais jornal do mundo. 
O jornal britânico The Guardian, com o título "Bolsonaro esconde número de mortes e total de casos por coronavírus no Brasil", chamou a iniciativa do governo brasileiro de "movimento extraordinário que os críticos chamam de tentativa de esconder o verdadeiro número de vítimas da doença".
A reportagem ressalta que a decisão ocorre "após meses de críticas de especialistas que dizem que as estatísticas do Brasil são terrivelmente deficientes e, em alguns casos, manipuladas, o que significa que talvez nunca seja possível obter uma compreensão real da profundidade da pandemia no país".
Ontem (7), já no final da tarde, o The Guardian publicou nova reportagem com o título: "Brasil deixa de divulgar número de mortos por Covid-19 e apaga dados do site oficial". 
Segundo informações do site da revista Época, nesta segunda-feira (8), a Organização Mundial de Saúde (OMS) pediu "transparência" ao Brasil no combate ao novo coronavírus. Em entrevista coletiva à imprensa, a organização ponderou que a pandemia ainda está "longe de acabar", com crescimento na América Latina.
Quem também fez críticas ao governo brasileiro foi o jornal americano The Washington Post, com a manchete "À medida que as mortes por coronavírus no Brasil aumentam, Bolsonaro limita a divulgação de dados". Segundo o jornal, "a retirada repentina dos dados acumulados provocou uma avalanche de críticas quando as pessoas nas cidades retornaram às suas varandas para bater em panelas e detratores sugeriram que o governo federal estava tentando ocultar a gravidade de uma crise de saúde pública que pouco fez para resolver".
A rede de TV americana ABC News reproduziu texto da agência internacional de notícias Associated Press dizendo que o Brasil eliminou dados do total de mortos pela Covid-19 e deixou especialistas perplexos.
Já a emissora Al Jazeera, influente no mundo árabe, publicou reportagem em seu site com o título "Brasil deixa de publicar números de coronavírus".
Nesta segunda (8), os veículos de comunicação O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo, O Globo, G1 e Uol resolveram se unir com o objetivo de dar mais transparência aos números da Covid-19 no Brasil. A decisão é uma resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia. 
A parceria dos veículos é inédita e com isso os brasileiros vão saber os números exatos sobre a evolução da doença, quantidade de óbitos, além de casos testados e com resultado positivo.
 Por: Redação BNews

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();