Notícias

STJ decide nesta semana sobre federalização do assassinato da vereadora Marielle Franco


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decide, nesta quarta-feira (27), sobre o pedido de federalização do assassinato da vereadora Marielle Franco, solicitado pela Procuradoria-Geral da República (PGR).
De acordo com o colunista Guilherme Amado, de Época, conversas de bastidores apontam que a relatora, Laurita Vaz, vai votar contra a federalização, mantendo o caso sob comando do Ministério Público do Rio de Janeiro.
A federalização faz com que as investigações de um crime deixem de ficar sob as responsabilidade das autoridades estaduais e passem para autoridades federais - saem Polícia Civil, Ministério Público estadual e Justiça Estadual, e entram Polícia Federal, Ministério Público Federal e Justiça Federal.
O pedido de federalização será analisado pela Terceira Seção do STJ e oito dos nove ministros vão votar, com exceção de Nefi Cordeiro, que é o presidente e só vota em caso de empate. 
A família de Marielle já pediu à ministra Laurita que o caso não seja federalizado. O MP do Rio de Janeiro também defende a continuidade da investigação na esfera estadual. O pedido foi feito pela antiga PGR, Raquel Dodge, alegando inércia dos órgãos responsáveis pelo crime. /BNews 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();