Notícias

'Haverá mortes de CNPJ', diz empresário com Bolsonaro no STF


Em reunião com membros do governo, incluindo Jair Bolsonaro, e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, um empresário disse, nesta quinta-feira (7), que se nada for feito para salvar a economia durante a pandemia, “haverá mortes de CNPJs”. 
A frase foi dita quando o empresário (não identificado) do ramo de brinquedos argumentava para o presidente do STF sobre a necessidade de reabertura do comércio. "A indústria está rodando a 40 dos 100 possíveis do sinais vitais", disse.
E complementou: "o que a gente não queria é que, por conta de ter estado junto no combate a pandemia, o meu coração que está batendo a 40, eu não consigo retomar, os funcionários caem de novo na nossa folha. Aí eu tenho um inimigo lá fora que é meu adversário comercial, prontinho para suprir o mercado interno. Aí então haverá a morte de CNPJ".
A frase gerou reações nas redes sociais e ficou entre os tópicos mais comentados no Twitter durante a tarde de hoje. O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, foi um dos que criticaram a declaração do empresário.
“A população não pode mais cair em provocações que opõem dois valores e colocam o brasileiro para brigar. Raciocínios pobres, argumentos rasos, metáforas incabíveis. CNPJ na UTI? Já são mais de 8 mil CPFs perdidos, sem chance de recuperação! Não validemos este debate lunático”, escreveu o advogado.
O deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ) também fez críticas: “Empresário mais preocupado com CNPJ do que com gente. Ministro da Saúde reclamando do uso de leitos privados por doentes do SUS. Prefeito arriscando a vida de domésticas para agradar a patrões. Fundador da XP desprezando mortes nas favelas. Não é só contra o corona que estamos lutando”. /Por: Redação BNews

Nenhum comentário