Notícias

Gloria Maria revela que se ainda cobrisse política já teria "apanhado" ou "batido"


Ee sua casa, Pedro Bial inicia a quarta temporada do Conversa com Bial em um papo com uma das jornalistas mais queridas da história, Gloria Maria. Amigos de profissão e cheios de carisma, os dois mostram bastante sintonia durante a conversa. "Obrigada por ter quebrado minha quarentena", disse Gloria, emocionada, no fim da gravação.
Pioneira no jornalismo da Globo, Gloria relembrou diversas de suas viagens, as primeiras entrevistas e o início de sua trajetória, contando que nunca teve medo de fazer perguntas: "comecei a dar certo no jornalismo porque era muito ingênua". Também comentou a famosa implicância e notório racismo do ex-presidente João Figueiredo em suas coberturas.
Entretanto, ela afirma que a truculência de outrora era diferente da de hoje. Questionada por Bial sobre o que responderia se um presidente da República a mandasse calar a boca (como fez Jair Bolsonaro a uma repórter em 5 de maio), Gloria foi categórica: "Graças a Deus eu não cubro mais política: ou já teria apanhado, ou já teria batido."
Recém-recuperada de um tumor, Gloria afirmou estar em quarentena há mais tempo, cerca de sete meses, e dividiu com Pedro seu processo de cura, do diagnóstico ao tratamento. Contou que encarou tudo como uma "nova chance". O programa vai ao ar nesta segunda-feira (18) depois do Jornal da Globo.  / Por: Divulgação

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();