Notícias

Flagrado falando em "passar a boiada", ministro do Meio Ambiente diz que se referia apenas a desburocratização


O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, se defendeu, durante entrevista à CNN Brasil na manhã deste sábado (23), após ter sido flagrado em reunião ministerial divulgada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) falando em "passar a boiada" em meidas regulatórias. Ele disse que se referia a uma desburocratização.
"Dentro e fora do Brasil somos apontados como o país da burocracia, regras irracionais, falta de objetividade, medidas contraditórias. Ou seja, do inferno que é alguém empreender no Brasil ou mesmo seguir as normas porque são contraditórias", disse Salles.
Na ocasião, o ministro também afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sai fortalecido após a divulgação do vídeo, que mostra o chefe do executivo federal afirmando que irá interferir em todos os ministérios, entre um xingamento e outro.
"O Bolsonaro sai fortalecido, porque o que foi dito serviria de prova de uma interferência indevida e série de medidas imputadas a ele, o vídeo não comprova nada disso. Muito pelo contrário. Comprova que o governo segue com as mesas pautas liberais", disse. /Agência Brasil 

Nenhum comentário