Notícias

Diferente de Lula, Wagner defende que PT busque conversa com PDT e Rede


O senador Jaques Wagner (PT) se posicionou de forma contrária à recente manifestação do ex-presidente Lula, que dispensou uma possível aliança do PT com Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede) em 2022. 

Apesar de reconhecer que Ciro “bate toda hora” no PT e que Marina Silva afirmou que as fake news foram inventadas pelo partido nas eleições de 2016,  Wagner reconhece que o momento é de união, inclusive, extrapolando os limites do espectro político que em tese caracteriza o Partido dos Trabalhadores.

“Eu até entendo, mas não concordo com a fala [de Lula]. Primeiro, você nunca diz que não quer, se o outro não quiser se juntar, não sou eu que vou chutar o cara […] Acho que a gente tem que tentar unir ao máximo, eu diria até além da esquerda [...] é importante conversar com o PDT, Rede, de Lupi, Ciro, Marina e Randolfe”, opina./ Por: Arquivo BNews 

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();