Notícias

Coronavoucher pode chegar a R$ 500, defende Rodrigo Maia


O presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM), declarou em coletiva de imprensa que o auxílio emergencial para o trabalhador informal, apelidado de coronavoucher, pode ser de R$ 500. O governo Bolsonaro havia sugerido R$ 200. 
O anúncio foi feito em coletiva de imprensa, nesta quinta-feira (26). Se aprovado, o auxílio irá durar três meses, período estimado de isolamento social pela pandemia do coronavírus.
Maia pediu diálogo ao governo, que pode emitir títulos para financiar medidas. Sugeriu, ainda, reunião com ministros e presidente. Ele também avaliou que sem os recursos básicos, pode não haver respeito a isolamento.  /Por: BNews/Paulo M. Azevedo

Nenhum comentário