Notícias

'Peguei o rosto dela e botei na sacola', diz namorado de jovem que sofreu acidente de kart


namorado da jovem de 19 anos que teve um escalpelamento, quando o couro cabeludo é arranco, em um acidente de kart,falou com a imprensa sobre o ocorrido nesta terça-feira (13). "Eu peguei o rosto da minha namorada na minha mão, botei em uma sacola [...] e corri", relatou o microempresário Eduardo Tumajan. As informações são do G1 Pernambuco. 

Débora ainda está internada em um hospital de Recife (PE) (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)
O acidente aconteceu no último domingo (11), quando Débora Stefanny Dantas de Oliveira estava participando de um corrida de kart em um estacionamento do Walmart, em Recife (PE). No momento, ela está internada em um hospital da cidade.

De acordo com o relato do namorado, a jovem tinha um cabelo comprido e o prendeu para participar da corrida mas, no momento do acidente, o cabelo pode ter se soltado.

“Foi um negócio muito rápido. A gente estava no kart, eu dei a primeira volta. Vi que o carro dela parou, quando eu ia ultrapassar, achei que ela tinha batido. Quando eu parei, ela tava com daqui [da testa] para cima todo cortado, só estava o osso”, contou Eduardo. 

Ao perceber que tinha acontecido algo grave, o jovem saltou do carro e ajudou a tirar a namorada do veículo. "A gente esperou por ajuda, mas não veio ajuda. O máximo que fizeram foi ligar para o Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência] e os seguranças assim ficaram de longe olhando", disse. 
Eduardo pontuou a ausência de ajuda após o acidente (Foto: Reprodução/TV Globo)
O couro cabeludo e parte do rosto de Débora foram arrancados no acidente e foram colocados em uma sacola do supermercado e, com a ajuda de um senhor que estava no local, ela foi levada para o hospital.

Em uma coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira (13), o cirurgião Jonathan Vidal, explicou que o material foi levado para o hospital e médios das áreas de  neurocirurgia e de cirurgia plástica conseguiram recuperar e reimplantar 80% da área do corpo da vítima. A cirurgia durou cinco horas. A Polícia Civil investiga o caso.  

O advogado da empresa, Carlos Arthur Ferrão Júnior, que realiza a corrida de Kart,  Adrenalina Kart Racing, se pronunciou sobre o caso. 

“Todos os procedimentos de segurança foram tomados. O cabelo da senhora Débora foi preso usando uma balaclava e um capacete. O kartódromo está tomando as providências para que, após a cirurgia no Hospital da Restauração, que é referência para esse tipo de situação, ela seja removida para um hospital particular para ter um acompanhamento médico mais adequado, que requer mais cuidados e eventuais situações médicas serão obviamente cuidadas pelo kartódromo", afirmou.

Desde segunda-feira (12), a pista de kart foi interditada.

iBahia

Nenhum comentário