As mais recentes

Liam Neeson se defende de declaração sobre matar homem negro: 'Não sou racista'

Foto: Vianney Le Caer/AP


Após ser criticado pela declaração de que já saiu de casa para tentar matar um homem negro, o ator Liam Neeson disse no programa "Good Morning America" desta terça (5) que não é racista.
A polêmica envolvendo o ator começou quando ele afirmou ao jornal britânico "The Independent" que já saiu na rua com um bastão para matar um negro, depois que uma pessoa muito próxima foi estuprada há 40 anos.
O comentário foi feito durante uma entrevista para promover seu novo filme, Vingança a Sangue Frio, no qual faz um homem que quer punir os responsáveis pelo assassinato do seu filho.
"Ela lidou com o estupro de uma forma extraordinária. Mas minha reação imediata foi... Perguntei a ela 'você conhece quem fez isso?' [Ela respondeu que] Não. 'Qual era a cor dele?' Ela disse que tinha sido uma pessoa negra", disse Neeson.
Ele conta que saiu às ruas esperando vingar o sofrimento de sua amiga. "Percorri as ruas com um bastão, esperando que alguém me abordasse - tenho vergonha de dizer isso - e o fiz por talvez uma semana, esperando que [o ator faz o sinal de aspas com os dedos] um 'negro desgraçado' saísse de um bar e tentasse me provocar sobre alguma coisa, sabe? Para que pudesse matá-lo."
Na mesma entrevista, o ator se mostrou arrependido. "Foi horrível, horrível que tenha feito aquilo. Nunca admiti isso, e o estou fazendo para um jornalista. Deus me perdoe. Foi terrível, mas eu aprendi uma lição com isso".
Já nesta terça, um dos apresentadores do programa americano fez a observação que ele apenas perguntou à amiga violentada a cor da pele da pessoa. Neeson disse que "se ela tivesse dito um irlandês ou um escocês, ou um britânico ou um lituano, eu teria sentido o mesmo efeito. Eu estava tentando mostrar honra, defender minha querida amiga dessa forma terrível e medieval”.
O ator também disse que caso o chocou e machucou, e que, inclusive, procurou ajuda com um padre que ouviu sua confissão.

Fonte: G1

Nenhum comentário