BBB19: polícia pode entrar na casa a qualquer momento e remover participante

Imagem Ilustrativa
Quem acompanha o Big Brother Brasil desde o começo sabe que todo ano rola alguma polêmica e até a polícia é envolvida na confusão. Neste ano não está sendo diferente e a Polícia Civil poderá entrar na casa mais vigiada do Brasil para remover um participante do jogo.
Caso parecido aconteceu em 2017, quando Marcos Harter foi acusado de agredir Emilly. A polícia foi até a Globo para interrogá-lo. Como ele já tinha sido expulso do reality a polícia o levou até a delegacia.
Na atual edição do BBB, o participante Vanderson está sendo acusado de estupro, agressão física e importunação ao pudor. As denúncias começaram a ser feitas depois que Vanderson foi anunciado como participante do reality show exibido pela Globo.
A primeira a se manifestar foi uma ex-namorada, que alegou ter sido agredida pelo acreano. Com os boletins registrados, a Polícia Civil deve ouvir Vanderson nos próximos dias, segundo informou a colunista do jornal O Globo, Patrícia Kogut.
O biólogo está no superparedão que reúne 14 participantes e corre o risco de ser eliminado. Nas redes sociais, existia campanha contra ele. Se isso não acontecer, a Polícia Civil deve ir até a Globo com um mandado para ouvi-lo.
Provavelmente, o participante terá que ser removido da casa e se dirigir à delegacia para prestar esclarecimentos aos policiais. Para a Globo, seria uma dor de cabeça a menos se ele fosse eliminado no superparedão, nesta terça-feira (22).
Isolado do mundo exterior, Vanderson não faz ideia das denúncias que pipocam contra ele fora da casa mais vigada do Brasil. (*1news.com.br)

Nenhum comentário