‘Trato animais como animais’, diz Eduardo Costa sobre morte de cachorro no Carrefour

Foto: Reprodução Instagram Eduardo Costa.
Após o caso do cachorro, que foi assassinado com uma barra de ferro no estacionamento de uma unidade do Carrefour na Grande São Paulo, vir a tona, muitas celebridades se solidarizaram.
Em meio a comoção, o cantor Eduardo Costa chamou a atenção da internet ao comparar o episódio com a morte de uma senhora de 106 a pauladas, acontecida no Maranhão e declarar: “trato os animais como animais”.
“Não estou aqui defendendo quem matou o cachorro. Ambos são crimes inadmissíveis, covardes e os autores deveriam ser exemplarmente punidos no rigor da lei. Mas não há como negar que há algo errado em uma sociedade que se indigna mais com um crime contra o animal do que o cometido contra um ser humano”, enfatizou.
Em novembro, a idosa Antônia Conceição da Silva foi assassinada dentro de casa, no município de Feira Nova do Maranhão, a 803 km de São Luís.
O sertanejo garantiu que gosta de animais, mas considera: “Eu amo os animais sem exceção, mas sempre os trato como animais”. Antes, o sertanejo também comparou o número de agressões contra cachorros e contra humanos. “Sessenta mil homicídios por ano no Brasil. E o Brasil? Que comece o ‘mi mi mi’”, escreveu.
Revoltados, os seguidores não perdoaram e passaram a criticar o posicionamento do sertanejo. “Alguém viu a comoção do Eduardo Costa em relação a senhora de 106 anos? Eu não vi! Mas como o assassinato do cachorro teve mais evidência, ele resolve dar sua opinião”, constata um dos internautas.
Após a repercussão negativa, o cantor decidiu remover a publicação do vídeo do Instagram. Para tentar conter os ataques, o sertanejo postou uma foto em que aparece com um cãozinho prometendo ajudar ONGs voltadas para a proteção animal.
“Eu amo os animais e, se alguém tiver alguma ONG que ajuda os animais de rua e quiser que eu poste por aqui no meu insta, é só falar e eu faço questão de ajudar também, tá?”, garantiu. (Bahia.Ba)