Golpes no Facebook usam Black Friday para atrair vítimas e roubar dados

Criminosos usam nomes de lojas conhecidas para aplicar golpes na Black Friday
 Foto: Divulgação/Psafe


Black Friday Brasil 2018acontece nesta sexta-feira (23), mas criminosos já vêm usando o evento de ofertas como isca para atrair consumidores desavisados semanas antes da data. Segundo a Psafe, 234 páginas foram identificadas divulgando promoções falsas no Facebookapenas na última semana. A estratégia já é conhecida e se repete a cada ano: imitar perfis de lojas famosas para levar clientes a sites fakes. O objetivo final é, geralmente, roubar dados bancários e de cartões de créditos dos compradores.

Do total de páginas falsas detectadas pela empresa de segurança digital, 96 foram criadas especificamente para a Black Friday. Elas usam a identidade visual de grandes lojistas para enganar os visitantes, aplicando pequenas mudanças no nome. Magazine LuizaPonto FrioWalmart e Mercado Livre são algumas marcas usadas nos golpes virtuais.
Juntas, as páginas acumulam mais de 15 mil curtidas no Facebook. Alguns perfis são mais simples, mas cerca de 80 delas podem ser mais sofisticadas. Nesses casos, a página falsa na rede social conta até mesmo com o botão “Comprar agora” diretamente na postagem.
Ao clicar, a vítima é encaminhada para um site falso com o mesmo visual da loja verdadeira. O fluxo de pagamento imita cada elemento do site legítimo, encorajando o usuário a inserir número do cartão de crédito, CPF, endereço e outros dados pessoais. O falso procedimento de compra chega a gerar um número de pedido ao final da transação para não gerar suspeitas por parte do cliente.

Como se proteger
É essencial confiar apenas em perfis de redes sociais com selo de verificação. Grandes lojas contam com um visto ao lado do nome para garantir autenticidade. Além disso, é importante usar um antivírus com anti-phishing, um sistema que identifica sites reconhecidamente falsos. O usuário também deve prestar atenção à grafia do nome da marca, para se certificar de que ele foi digitado corretamente e, portanto, a página é autêntica. (TechTudo.)