Bolsonaro diz que tentará ‘aparar’ universidades e critica centros acadêmicos

Foto: José Cruz/Agência Brasil
Em um pronunciamento ao vivo em sua página no Facebook, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) disse que tentará “aparar” as universidades, em uma crítica ao estado dos centros acadêmicos.
Na mesma transmissão, ele também criticou o Enem e afirmou que quer ver a prova antes de sua próxima aplicação, no ano que vem.
“As universidades aqui, pelo amor de Deus, uma parte considerável delas é dinheiro jogado fora”, criticou.
“Olha o centro acadêmico, é tanta besteira que a gente vê, tem que ir na UnB em Brasília, fui lá em Santa Catarina, o cara… maconha, era camisinha, preservativo no chão, cachaça na geladeira, tudo pichado, parecia um ninho de rato”, completou.
Para o presidente, mudar este cenário será “difícil”.
“Vamos querer aparar as universidades, (vão) me chamar de homofóbico, fascista, ditador… A gente vai tentar mudar isso aí, porque o brasileiro, a maioria do brasileiro que votou em mim, não quer mais isso e ponto final. Eu também não quero isso”, ressaltou.
(Bahia.Ba)