'A polícia vai mirar na cabecinha e... fogo', afirma novo governador do Rio de Janeiro

Foto: Reprodução / GloboNews

O governador eleito do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), voltou a defender que policiais matem quem portar fuzis no estado. Ele afirmou em entrevista ao Estadão que a medida vai provocar uma redução no número de criminosos armados em circulação.

"O correto é matar o bandido que está de fuzil. A polícia vai fazer o correto: vai mirar na cabecinha e... fogo! Para não ter erro", declarou Witzel. Para ele, o policial que matar um criminoso portando fuzil não deve ser responsabilizado "em hipótese alguma".

Witzel afirmou também que os policiais devem estar mais preparados para não se repetirem casos de pessoas que foram mortas com um guarda-chuva ou uma furadeira na mão. "Se fizer um curso de 'sniper', vai estar preparado para identificar quem está de guarda-chuva", disse Witzel. (BN)