Criança De 6 Anos É Espancada Pelo Pai Por Causa De Um Celular, Diz Mãe Em Delegacia

No final do mês passado, a Policia Civil registrou uma queixa de espancamento contra uma criança de 6 anos, praticado pelo próprio pai de 30 anos, que é morador do bairro Campo Limpo, em Feira de Santana.


Segundo informações da mãe, o filho foi agredido com tapas e socos que atingiram braço, barriga, costas, cujos hematomas ficaram visíveis. Ainda de acordo com a denúncia da ex-mulher , o pai agrediu o menor pelo fato dele ( criança) ter pegado e danificado involuntariamente um celular. A princípio, a informação repassada à família foi que o menor sofreu uma queda da piscina, e por isso apresentava as escoriações. Durante entrevista ao programa Ronda Policial, a mãe contou que chegou a ir até a escola do filho para verificar se as marcas teriam sido provocadas por alguma briga com colegas, mas obteve a negativa da professora, enfatizando que nenhum ato de agressão foi registrado na unidade de ensino.
A mãe da criança afirmou para a reportagem que o ex-marido já possui queixa registrada de agressão e que inclusive já foi vítima dele. Acrescentou ainda que foi informada por  parentes que a criança foi encontrada desacorda no banheiro, após a surra. Ela disse que o filho foi passar o final de semana na casa do pai, quando o fato ocorreu.
“Eu quero que faça Justiça, quero que ele seja preso. Nunca imaginei que ele fosse capaz de agir desta maneira com nosso filho e para mim ele é um mostro”, desabafou.
A delegada Bianca Torres, titular da 2ª Delegacia Territorial, que está apurando os fatos, mostrou-se indignada com a situação e prometeu empenho nas investigações.
“Notei que a criança está bastante assustada  em decorrência das agressões sofridas”, explicou.  A autoridade policial já comunicou o fato ao Conselho Tutelar e instituições judiciais do município. O acusado já foi intimado para prestar declarações na delegacia. Em função do inquérito ainda não estar concluído, nossa reportagem não pode identificar o acusado.
Fonte: Blog Central de Polícia