Neymar se une à Seleção com autógrafos e visual chamativo

Foto: Pedro Martins / MoWA Press

A apresentação de Neymar à Seleção Brasileira nesta segunda-feira foi realmente digna de atrair as atenções dos presentes no hotel em Nova Jersey, nos Estados Unidos. Por volta do meio-dia no horário de Brasília (11h local), o craque do Paris Saint-Germain chegou com um traje um tanto quanto chamativo e distribuiu autógrafos antes de ficar à disposição da comissão técnica para os dois primeiros amistosos após a participação na Copa do Mundo da Rússia.
Com a chegada de Neymar, Tite conta com 16 dos 23 atletas convocados para o primeiro treinamento em solo americano, programado para as 18h (de Brasília), desta segunda-feira. Ainda são esperadas as presenças de Fred e Andreas Pereira, do Manchester United, e dos jogadores do Barcelona, Philippe Coutinho e Arthur, que desembarcam nas próximas horas. Éder Militão e Dedé estão confirmados como ausentes do trabalho.
Da convocação inicial, Tite teve de promover três mudanças. O lateral-direito Fagner e o atacante Pedro foram substituídos por Militão e Richarlison. Já o volante Renato Augusto, que alegou problemas pessoais e pediu para ser desconvocado, não teve nenhum atleta chamado pela comissão técnica para seu lugar.
Antes de Neymar, outros três jogadores se apresentaram nesta segunda-feira, mas pela manhã: Lucas Paquetá e o goleiro Hugo Souza, que defendem as cores do Flamengo, e Éverton, do Grêmio.
Foto: Pedro Martins / MoWA Press

Após a eliminação para a Bélgica no Mundial, a Seleção ainda disputa mais seis amistosos em 2018. O primeiro será dia sete de setembro, em Nova Jersey, contra a seleção dos Estados Unidos. Depois, dia 11, em Washington, o adversário será El Salvador. Os demais compromissos estão programados para os dias outubro e novembro, ainda sem adversários definidos. (Terra)