Homem trai a esposa e é descoberto após ficar com órgão genital preso dentro da amante

Reprodução/The Kenyan Post

Polícia local foi chamada até o hotel, onde encontrou casal com os órgãos sexuais ‘grudados' devido a uma condição rara conhecida como “órgão genital preso”
Um homem foi pego em flagrante traindo a esposa após precisar ser socorrido em um hotel no Quênia no começo desta semana. O queniano , que não teve a identidade divulgada, foi descoberto após ter ficado com o órgão genital preso dentro da amante enquanto faziam amor. Na ocasião, os hóspedes do hotel tiveram de disparar o botão de emergência ao ouvirem os gritos vindos do quarto do casal.
De acordo com o jornal local Nairobi News , a polícia foi chamada até o hotel, onde encontrou o queniano com o órgão genital preso dentro da mulher devido a uma condição rara conhecida como “p-ê-n-i-s captivus”, quando os músculos da vagina contraem e apertam o órgão sexual mais do que o habitual. Queniano foi socorrido por curandeiro e traição foi revelada à esposa.
Os oficiais informaram que o casal foi levado diretamente para a delegacia, e que a esposa foi avisada sobre o incidente, descobrindo que o marido mantinha um caso amoroso com uma de suas funcionárias.

Após serem liberados da delegacia, a mulher traída, então, chamou um curandeiro para ajudar  no resgate e separar os órgãos sexuais que estavam presos.  

Em entrevista à  BBC , o médico britânico John Dean explicou que o caso ocorreu devido à contração dos músculos pélvicos da mulher durante o orgasmo, o que prendeu o órgão genital do homem, que já estava ingurgitado.

“Quando esses músculos contraem, o órgão genital fica preso de forma mais profunda, fica ingurgitado. Mas, geralmente, depois do orgasmo, os músculos da vagina relaxam e o sangue flui novamente, permitindo com que seja retirado sem esforço”, explicou.

Dean ainda disse que, apesar de a condição do “p-ê-n-i-s captivus” ou “p-ê-n-i-s preso” ser rara, já lidou com situações semelhantes em seu consultório. “Vários pacientes já me contaram a experiência de ficar"preso" durante a prática amorosa. Muitos relataram durante conversa despretensiosa do que por causa de problemas”, acrescentou.  

A imprensa local também informou que uma grande multidão se reuniu no local quando boatos sobre o peculiar caso do órgão genital preso  começaram a surgir. A polícia agiu contra a multidão de curiosos e disparou para o ar a fim de espantar os espectadores. Ninguém ficou ferido.

Fonte: ultimosegundo