Ciro Gomes venceria todos adversários no 2º turno, diz Datafolha

Foto: Miguel Schincariol/AFP
A pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira, 14, fez projeções para dez cenários de segundo turno na corrida presidencial, considerando os nomes de Jair Bolsonaro (PSL), Fernando Haddad (PT), Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB) e Marina Silva (Rede). Conforme o instituto de pesquisas, Bolsonaro, que lidera o levantamento no primeiro turno, seria derrotado por Ciro e empataria com Alckmin, Marina e Haddad dentro da margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. As projeções também mostram que Ciro Gomes venceria todos os adversários na parte decisiva da eleição, enquanto Fernando Haddad seria derrotado por todos, menos Bolsonaro. Considerando que o voto por exclusão ganha força no segundo turno, o desempenho de Ciro pode ser interpretado como reflexo de seu índice de rejeição, 21%, o menor entre os cinco presidenciáveis cujos nomes foram testados pelo Datafolha. Neste quesito, os eleitores respondem em quais candidatos não votariam de jeito nenhum. Jair Bolsonaro é o mais rejeitado, com 44%; seguido por Marina, com 30%; Haddad, com 26%; e Alckmin, com 25%. Os números são superiores a 100% porque os entrevistados podem indicar mais de um candidato.
Veja abaixo os cenários de segundo turno feitos pelo Datafolha:
Em uma disputa entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad, o deputado federal tem 41% e o ex-prefeito paulistano, 40%, um empate dentro da margem de erro. Brancos e nulos somam 17% e indecisos, 2%.
No cenário que opõe Ciro e Bolsonaro, o pedetista aparece com 45% e o candidato do PSL, com 38%. Brancos e nulos são 15% e indecisos, 2%.
Quando o adversário de Bolsonaro é Geraldo Alckmin, o tucano aparece com 41% das intenções de voto, contra 37% do candidato do PSL, um empate técnico no limite da margem de erro, com 19% de brancos e nulos e 2% de indecisos.
Se a adversária é Marina Silva, Jair Bolsonaro fica numericamente atrás, 43% contra 39%, e ambos empatam no limite da margem de erro. Brancos e nulos somam 16% e indecisos, 2%.
Em uma disputa entre Ciro Gomes e Geraldo Alckmin, o ex-ministro tem 40% das intenções de voto e o ex-governador de São Paulo, 34%. Brancos e nulos totalizam 23% e indecisos, 3%.
Considerando como candidatos no segundo turno Ciro e Marina, o pedetista tem 44% da preferência e a candidata da Rede, 32%. Brancos e nulos somam 22% e indecisos, 22%.
Quando o adversário de Ciro é Haddad, o candidato do PDT vence o petista por 45% a 27%, com 25% de brancos e nulos e 2% de indecisos.
No cenário que tem como candidatos Geraldo Alckmin e Fernando Haddad, o tucano tem 40% e o petista, 32%. Brancos e nulos totalizam 25% e indecisos, 3%.
Haddad também seria derrotado por Marina Silva, por 39% a 34%, com 25% de brancos e nulos e 2% de indecisos.
Com Alckmin e Marina como adversários, os candidatos empatam dentro da margem de erro, 39% para o tucano e 36% para a líder da Rede. Brancos e nulos somam 23% e indecisos, 2%.
A pesquisa Datafolha divulgada nesta segunda-feira ouviu hoje 2.820 eleitores nos 26 estados e no Distrito Federal entre os dias 13 e 14 de setembro. O levantamento foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número de identificação BR-05596/2018. (Veja)