Acusado de participar de estupro coletivo é preso em Poções

Imagem Ilustrativa

Equipes da Delegacia Territorial (DT) de Poções, no centro sul baiano, prenderam o último suspeito de  um estupro coletivo, ocorrido em julho do ano passado. De acordo com informações da polícia, após estar foragido desde a época do crime, Ginaldo Moreira Rocha teve o mandado de prisão preventiva cumprido, nesta quarta-feira (19).
O inquérito foi concluído pela DT/Poções e enviado para Justiça no final de julho de 2017. Outros dois acusados do crime, William José Cirilo e Evandro José Cirilo foram presos em flagrante na época.
Segundo a polícia, Ginaldo foi preso no povoado de Fazenda Lagoa da Pedra, na zona rural de Poções, mesmo local onde ocorreu o crime, quando a vítima saiu de uma festa. Após estar foragido, ele foi localizado pelos investigadores da DT/Poções ao retornar para o povoado.  O trio segue preso à disposição da Justiça. (Blog do Valente)