Filho de lenda, goleiro dinamarquês conquista Luciana Gimenez


Um dos grandes destaques da Dinamarca que venceu o Peru por 1 a 0, neste sábado (16), Kasper Schmeichel não está apenas nas graças dos torcedores escandinavos. No Brasil, o goleiro do Leicester também ganhou uma admiradora para lá de especial. 
Enquanto assistiu ao jogo da Copa do Mundo, Luciana Gimenez deixou claro que o futebol perdeu importância quando viu Schmeichel pela TV. Durante a partida, ela se importava apenas nos focos que as câmeras davam ao camisa 1. "Cadê o goleiro delícia? Esse goleiro aí...", disse em seu Instagram Stories. 
A apresentadora está solteira desde abril deste ano, quando se divorciou do empresário e apresentador Marcelo de Carvalho.
QUEBROU RECORDE DO PAI
Entretanto, a partida não serviu apenas para Kasper conquistar o coração de Gimenez. A vitória fez com que ele chegasse a cinco partidas sem tomar gol e batesse o recorde de seu pai, Peter Schmeichel, como goleiro a ficar mais tempo sem ser vazado pelos adversários também nos jogos contra Panamá (1 a 0), Chile (0 a 0), Suécia (0 a 0), México (2 a 0).
Revelado pelo Manchester City em 2005, o goleiro sempre viveu à sombra do pai, que além de ser considerado um dos melhores de todos os tempos pelas atuações no Manchester United, ostenta o recorde de ter jogado 129 partidas pela seleção dinamarquesa, sendo o recordista até então.
Após ser emprestado para equipes menores da Inglaterra, o goleiro passou a ter oportunidade no City a partir de 2007, quando Sven Goran Eriksson assumiu o comando da equipe. Entretanto, a demissão do técnico sueco e a ascensão do inglês Joe Hart fez com que Kasper fosse novamente relegado ao limbo no time de Manchester.
Em 2008, o goleiro deixou o City, mas não conseguiu se recuperar após Eriksson sugerir sua contratação ao Notts County. Depois de passagem discreta pelo Leeds United, também da segundona inglesa, Schmeichel novamente foi "resgatado" pelo ex-técnico dos Three Lions.
O Leicester anunciou sua contratação em 2011, e desde então, passou a ser nome entre os titulares da equipe. E foi por suas atuações nos Foxes que Schmeichel conseguiu ser convocado pela primeira vez à seleção dinamarquesa.
RECONSTRUÇÃO NO LEICESTER
Após dois anos, finalmente o goleiro passou a ter oportunidades, mas o que garantiu a camisa 1 da seleção escandinava foi o seu desempenho pelo Leicester em 2015. O goleiro foi um dos pontos fortes da equipe que surpreendeu o mundo do futebol ao conquistar o título do Campeonato Inglês na temporada 2015/2016.
Suas atuações definitivamente foram um acréscimo à seleção. O goleiro foi o titular na maior parte da campanha que fez com que a Dinamarca voltasse a disputar uma Copa do Mundo após oito anos, e foi essencial neste sábado ao defender chutes de Farfán e Guerrero.
"É muito bom ter um bom goleiro. Hoje ele teve um dia fantástico, foi muito necessário para nós. Ele é acrobático, muito rápido com os pés, é fora da média", comentou o técnico Age Hareide depois da vitória dos europeus.
Não dá para dizer que Luciana Gimenez terá chances de entrar para a família Schmeichel, mas certamente suas atuações no futebol inglês e na seleção deixaram o goleiro de 31 anos de bem com a torcida e na história de sua seleção.  (Bocão News)