Wagner apaga incêndio causado por declarações de Rui em relação a Lula e PT


O ex-governador e secretário de desenvolvimento Jaques Wagner tentou minimizar as declarações do governador Rui Costa que, em entrevista exclusiva ao site UOL, disse que "o PT precisa virar a página do impeachment" e que "a prisão de Lula pode render votos ao partido".
Wagner falou com a imprensa antes de palestrar em uma mesa temática na tenda Março Aurélio Garcia, no Fórum social Mundial, realizado em Salvador. Estavam no debate, ainda, a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann e o ex-presidente do partido na Bahia, Jonas Paulo.
"Eu não li toda (entrevista) e queria dar alguns esclarecimentos. Rui continua não defendendo plano b nenhum (...). Isso é posição consolidada na Bahia, inclusive fomos unidos primeiro a defender que não havia plano b, plano x, plano y. O que ele fez foi elogiar a candidatura do campo das oposições, a candidatura de Ciro".
Mais adiante, o ex-governador comentou sobre o fato de que a prisão de Lula renderia votos. Na visão do governador, Rui quis dizer que quanto mais Lula apanha, mais cresce. (*A Tarde)