Judia de 101 anos aceita a Jesus como Salvador



O ministério “Judeus por Jesus” é a missão mais ativa no mundo na evangelização dos descendentes de Abraão, Isaque e Jacó.
Fundada em 1973 por Martin Rosen, um judeu que reconheceu a Cristo como seu Messias e se tornou pastor batista, a missão está presente em vários países (incluindo Israel) e possui mais de 200 missionários em tempo integral.
O site oficial do ministério costuma publicar testemunhos de judeus que se converteram, sempre mudando os nomes para proteger a identidade dessas pessoas que, muitas vezes, estão sujeitas a perseguição dentro de suas comunidades.
A história verídica narrada no primeiro dia de março dá conta do trabalho da missionária Susan Perlman, diretora-adjunta do “Judeus por Jesus”. Morando em San Francisco, Califórnia, ela atravessou o país de avião para visitar Cynthia, uma judia de 101 anos moradora de Nova York.
Elas já vinham conversando por telefone e pela internet há algumas semanas. Quando Susan ouviu que Cynthia estava pronta para tomar uma decisão, ela pegou o primeiro voo para segurar as mãos da idosa enquanto ela fazia a oração confessando a Yeshua (Jesus) como seu Messias e Salvador.
O contato da centenária senhora com a missão evangélica ocorreu por intermédio de Lisa, afilhada de Cynthia, que havia recebido a Jesus e compartilhou isso com a madrinha.
Após a decisão de Cynthia ela passou a ser acompanhada por Shoshanah (uma das missionárias da base em Nova York), que imediatamente começou a estudar a Bíblia com a nova convertida que, devido à idade, tem necessidades especiais.
Esse testemunho está sendo divulgado pela missão não apenas por ser uma bela história, mas também por ser um lembrete sobre a importância da perseverança na evangelização. Não há uma idade limite para que alguém possa decidir ficar ao lado de Cristo e passar com ele toda a eternidade. Com informações de Jews for Jesus