Jovem de 14 anos morre após ser atingido por tiro na testa em Feira e polícia acredita que disparo ocorreu durante brincadeira


Um adolescente de 14 anos morreu depois de ser atingido por um tiro na testa na cidade de Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador, e a Polícia Civil acredita que o disparo tenha ocorrido, acidentalmente, durante uma brincadeira entre amigos.
O caso ocorreu no dia 21 de março no interior da casa onde a vítima, William Oliveira Ferreira, morava, no povoado do Alecrim Miúdo, distrito da Matinha.
Inicialmente, a hipótese de homicídio chegou a ser levantada, mas a polícia informou que descobriu que se tratava de uma brincadeira após ouvir o adolescente que atirou acidentalmente na vítima e outras testemunhas.
Segundo o delegado Fabrício Linard, William e o jovem que atirou eram amigos muito próximos e não possuíam inimizades e nem tiveram discussões recentes. Eles manuseavam um revólver quando a arma disparou.
O adolescente que atirou foi até a casa da vítima antes de ir para a escola e, segundo o delegado, Willian ainda chegou a fazer um vídeo mostrando a arma, em tom de brincadeira antes de morrer.
O revólver, segundo a polícia, pertence a um primo do adolescente que efetuou o disparo. Conforme o delegado, a arma é ilegal e o proprietário, que está sendo procurado, pode responder por posse ilegal de arma de fogo. A polícia não informou como o adolescente teve acesso à arma do primo.
O delegado disse que a hipótese de que a morte de William tenha ocorrida durante uma brincadeira foi levantada pelo fato de ele ter sido morto com um único disparo. Além disso, segundo a polícia, William não tinha envolvimento com a criminalidade.
O delegado informou que, no entanto, um inquérito foi instaurado para apurar o caso. O jovem que efetuou o disparo deverá responder ao processo em liberdade. O caso será encaminhado para a Vara da Infância e da Juventude de Feira de Santana, para que sejam tomadas as providências cabíveis.
Fonte: G1