Homem que ganhou Mega da Virada com três apostas diz que se confundiu

SÃO PAULO - Acabou o mistério. Um homem foi o responsável por fazer as três apostas vencedoras da Mega da Virada feitas em uma lotérica de Parelheiros, extremo sul da capital paulista. Ele foi a uma agência da Caixa no fim da tarde desta quarta-feira com os três boletos e explicou ao gerente que se confundiu ao levar as apostas de um bolão informal que fez com amigos do bairro e acabou registrando três apostas com as mesmas dezenas. A identidade do sortudo não foi revelada.
O bolão informal dos amigos deve receber, então, R$ 54 milhões. Como não utilizou o sistema de bolão oficial da Caixa, que dá um recibo para cada apostador, o sortudo de Parelheiros vai receber a bolada em seu nome. Ao se apresentar na agência bancária, ele disse que se comprometeu a fazer a divisão igualmente entre seus amigos.
Segundo a Caixa, as três apostas de seis dezenas foram feitas no mesmo terminal da Lotérica Parelheiros, a única no bairro da periferia de São Paulo, com intervalo de poucos instantes. Funcionários da lotérica contaram que o apostador usou a fila preferencial, dedicada a idosos, gestantes ou portadores de deficiência. Ao longo desta quarta-feira, os moradores do bairro se perguntava se as apostas foram feitas por três pessoas diferentes ou por uma só.
Professor de estatística do Mackenzie, Hélio José de Abreu, afirma que era mais provável mesmo que uma pessoa tenha feito os três jogos. Segundo ele, a probabilidade do mesmo bilhete ser sorteado na mesma lotérica com apostas de três pessoas que não se conheciam e não combinaram os números se aproximaria de zero.
A chance de vencer na Mega-Sena é de 1 em aproximadamente 50 milhões. Como exemplo, matemáticos explicam que a chance seria a mesma de escolher, de olhos vendados, uma bola vermelha colocada em uma caixa com 50 milhões de bolas verdes.
Para Abreu, matematicamente, faz sentido apostar o mesmo jogo mais de uma vez. Nesse caso, se precisar dividir o prêmio com alguém, o ganhador vai ficar com uma parte maior do dinheiro:
— Muita gente faz isso. Podem apostar mais que um cartão ou apostar três bolões de dez números com seis números iguais — diz o professor.
(Jornal Extra)