O condutor envolvido em batida que matou dentista no Natal se apresenta à polícia nesta Sexta (29)

(Foto: Reprodução/ Instagram)

O condutor do veículo envolvido no acidente que resultou namorte da dentista Karine Datoli Ribeiro, de 33 anos, se apresentou na Delegacia de Proteção ao Turista (DPT), em Ilhéus, região sul da Bahia. Ele compareceu à unidade policial acompanhado da esposa e de um advogado na tarde desta sexta-feira (29).
Em entrevista ao G1BA, a delegada que investiga o acidente, Adriana Tambone, disse que Marcos Cândido dos Santos, de 30 anos, compareceu à unidade após ter a residência localizada pelas equipes de investigação na quinta-feira (28). Desde o dia do acidente, quando fugiu do local, ele não tinha sido localizado.
"Localizamos a residência após denúncias. A residência fica em um sítio, que fica bem próximo do local do acidente. Na casa, encontramos a esposa, que estava com ele no carro [no dia da batida], e apresentava uma lesão na face. O condutor não estava em casa, mas deixamos a intimação", contou.
De acordo com as informações do G1 BA, em depoimento nesta sexta-feira, Marcos disse que fugiu do local do acidente por medo de retaliação e que sabia que o socorro já tinha sido chamado por ligações feitas por outras pessoas que estavam no local.  Ele também contou que não se apresentou no dia posterior ao acidente porque seu advogado estava viajando. 
O condutor também apresentou a versão do acidente. À delegada, ele disse que vinha atrás do carro de Karine. No trajeto, Marcos afirma que a dentista fez a sinalização para entrar no acostamento, mas que, logo em seguida, fez o retorno sem sinalizar.
Por conta da manobra, o condutor afirma que freou o carro, mas não teve como evitar a colisão. A delegada conta que a versão do motorista é compatível com a apresentada por uma testemunha.
Liberado após o depoimento, Marcos irá responder por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) e omissão de socorro. (Relembre o caso aqui)