Temer autoriza uso das Forças Armadas no Rio até o final do ano


O presidente Michel Temer autorizou nesta sexta-feira (28) o uso das tropas das Forças Armadas na segurança pública do Rio de Janeiro. O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) foi publicado em edição extraordinária do Diário Oficial nesta sexta.
Caminhões-tanque e jipes do Exército já foram vistos nas ruas do Rio de Janeiro na tarde desta sexta-feira. O principal campo de ação no momento é o Arco Metropolitano, em Duque de Caxias.
A determinação estipula que os militares poderão permanecer nas ruas de todo o estado desta sexta até o dia 31 de dezembro. Eles devem ir para as ruas a partir desta tarde. A distribuição das tropas será de responsabilidade do ministro da Justiça, Raul Jungmann.
Em coletiva na tarde desta sexta-feira (28) no Rio, Jungmann disse que decreto vai permitir a mobilização de 8,5 mil homens das Forças Armadas, 620 da Força Nacional, 380 da PRF, mais 740 locais - totalizando mais de 10 mil efetivos nas ações.
Não está descartado que as tropas façam patrulhamento nas ruas. A inteligência vai dizer se isso é necessário. O decreto permite ações em todo o estado do Rio, mas o foco do plano será a Região Metropolitana, confirmou o ministro.
Segundo o decreto, as operações que contem com os militares devem ser previamente aprovadas pelos ministros da Justiça, da Defesa e do Gabinete de Segurança Institucional (GSI).
A medida já havia sido anunciada por Jungmann na quinta-feira (27) com a promessa de ações sociais durante a presença das Forças Armadas no estado. 
Em coletiva de imprensa na semana passada, o ministro da Defesa já havia declarado que os militares iriam chegar "de surpresa". "Nem o governador vai saber antes. Vai saber na hora. Vamos chamar uma coletiva de imprensa e comunicar no momento ou após a operação", declarou.
Segundo a PRF, o novo contingente vem de outros estados e se concentrará em locais e horários de maior incidência de crimes com a função de fiscalização e de abordagem. 
(Fonte: RedeTV)