Raul Gil é acusado de racismo e xenofobia após visita de banda coreana


O apresentador do SBT, Raul Gil, viu seu nome envolvido em polêmica nesta semana. Ele foi acusado de ser racista e xenófobo por veículos estrangeiros como a rede "BBC" e o jornal "Mirror", da Inglaterra, além do Koreaboo, da Coreia do Sul, após receber o grupo sul-coreano KARD no seu programa, no sábado (15). Na presença de uma tradutora coreana, que falava português, Raul Gil começou a conversar com a banda e, em dado momento, perguntou se os dois meninos e as duas meninas eram solteiros. Com a resposta afirmativa, a plateia, formada por mulheres, gritou. Nesse momento, o apresentador disse: “Por que vocês estão gritando? Vocês não sabem, com esse olhão grande, tem que esticar”, comentou. Com isso, internautas dos dois países começaram a discutir sobre a postura do veterano e a hashtag #DoYouWantKorea ficou entre as mais citadas na rede. Antes de o quarteto se apresentar, um grupo de crianças fez um cover de músicas da Coreia do Sul. Na conversa com os pequenos, o apresentador usou a expressão "abre o olho" e ainda tentou imitar o sotaque de asiáticos falando português. As informações são do Extra / Bahia Notícias.