Com prisão de Geddel, PMDB deve ficar de fora da chapa de ACM Neto em 2018


Os planos políticos de Geddel Vieira Lima (PMDB) para 2018 estão enterrados. De acordo com o jornal Folha de São Paulo, a prisão do ex-ministro acabou com seus planos de tentar uma vaga no Senado em 2018, na chapa encabeçada pelo prefeito de Salvador ACM Neto (DEM).
Aliados avaliam que se a saída do cargo de ministro da Secretaria de Governo já havia o enfraquecido politicamente, a prisão o tira do jogo completamente para 2018. Sem Geddel, o PMDB corre o risco de ficar de fora da vaga na majoritária do grupo de Neto. O partido, porém, tem o vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis (PMDB), que deve ficar no comando do Palácio Thomé de Souza no lugar de Neto.
Segundo a Folha, PSDB e PRB devem ser contemplados com as vagas para disputar o Senado, enquanto o PR, atualmente na base do governador Rui
Costa, é cotado para integrar a chapa. (varelanoticias)

Fonte: Barriga de Noticias