Padrasto e enteado são presos por latrocínio contra idosos na Chapada Diamantina


Após a prisão de Arilson Santos Souza, 23 anos, por tráfico de drogas, nesta semana, a polícia elucidou o latrocínio contra o casal de idosos João Celestino de Souza e Edith Calixto de Souza, mortos a pauladas dentro da residência onde moravam no município de Palmeiras, na região da Chapada Diamantina, no dia 5 de março deste ano. A prisão foi realizada por policiais da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe-Chapada).
Segundo informações da polícia, publicadas pela imprensa local, Arilson apontou outro envolvido no crime, o seu padrasto, identificado como Renário Fernandes de Oliveira, 30 anos. Além da dupla, outro enteado de Renário foi preso. Alexandre Santos de Souza, 27 anos, é acusado de receptação de um dos produtos roubados na casa da vítima.
Ainda conforme as informações da imprensa local, a dupla confessou o crime e relatou para polícia que invadiram a casa dos idosos para roubar a quantia de R$ 15 mil em dinheiro que o casal guardava. Ainda conforme depoimento na polícia, a esposa de Arilson realizou uma faxina na casa dos idosos e viu o dinheiro debaixo do colchão, em seguida informou a ele sobre o valor.
Ainda conforme informações da polícia, divulgadas, após o crime, os suspeitos fugiram e enterraram o pedaço de madeira usado para matar os idosos. O objeto foi encontrado após a prisão, com o auxílio de Renário Fernandes, que levou os policiais até o local onde havia enterrado a madeira. O pedaço de madeira foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da região, onde será periciado.
Os suspeitos foram encaminhados para a carceragem da 13ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), na cidade de Seabra, onde estão à disposição da Justiça.
Fonte:Bocão News