Adolescente de 15 anos é assassinado na frente da mãe, minutos após deixar a delegacia


Os três atentados contra ônibus que aconteceram na noite desta quarta-feira (14) na região do Largo do Papagaio, bairro da Ribeira, em Salvador, tiveram como motivação a morte de um adolescente de 15 anos, identificado como “Dieguinho”, horas antes, depois que ele saiu da 3ª Delegacia Territorial (Bonfim). A informação foi divulgada na manhã desta quinta (15) pela Polícia Militar.
Segundo a assessoria da corporação, o adolescente estava acompanhado da mãe e de outras pessoas após ter sido conduzido à delegacia – ele foi reconhecido como autor de atos infracionais. Ao deixar o local, acabou executado. “Em dado momento, o grupo foi abordado por dois homens em uma motocicleta que dispararam contra o jovem e fugiram no sentido do bairro do Uruguai. Uma guarnição da 17ª CIPM ainda conseguiu visualizar os autores do homicídio em fuga, tentaram alcançá-los, mas por estarem em uma motocicleta, conseguiram fugir do alcance da equipe da PMBA”, diz trecho da nota.
Ainda segundo a PM, “a motocicleta utilizada pelos criminosos foi encontrada momentos depois abandonada na Rua Régis Pacheco, nas imediações do Viaduto dos Motoristas, veículo este em situação de roubo”.

O assassinato do adolescente aconteceu por volta das 17h em frente ao centro de saúde Virgílio Carvalho. Horas depois, por volta das 24h, o Centro Integrado de Comunicações (CICOM) das polícias recebeu ligações informando sobre os atentados contra três veículos do transporte coletivo.
“Imediatamente a 17ª CIPM, a Operação Gêmeos e a Companhia Independente de Policiamento Tático – Rondesp BTS – deslocaram guarnições para tentar identificar e prender os autores, contudo não mais foram identificados no local. As equipes da PMBA, então, acionaram equipes do Corpo de Bombeiros Militar para atuarem na extinção das chamas. Há indícios que apontam para o mentor dos ataques aos ônibus e as Polícias Militar e Civil atuam em plena cooperação para localizá-lo e prendê-lo, bem como os comparsas que atuaram associados a ele nesta empreitada criminosa”, destacou. // Correio 24H.